MERCADO & TECNOLOGIA

Como entender preferências

O que deixa cães e gatos com água na boca? E o que leva os donos a escolher uma determinada ração no supermercado? As respostas a essas perguntas são essenciais para os desenvolvedores de produtos da Business Unit Pet Food. Para descobri-las, eles examinam o comportamento dos animais e dos seus donos.

Para muitos donos de animais nos países industrializados, cães e gatos deixaram de ser somente animais de estimação. Eles os veem como verdadeiros membros da família e também os tratam assim. Os pets podem dormir nas camas dos seus donos, ganham bolo de aniversário e têm suas próprias contas nas redes sociais. Humanização dos pets é o nome do fenômeno. Ele fica ainda mais evidente quando a questão é achar a ração certa. “A demanda por rações premium e especiais para pets aumentou nitidamente nos últimos anos e já superou a demanda por produtos o segmento médio de preço”, diz Tristan d’Herouville, Global Marketing & Communication Director na Pet Food. “Observam-se aí tendências alimentares iguais as dos seres humanos.” Hoje, alimentos para pets têm de ser saudáveis e saborosos, de preferência, produzidos regionalmente e com qualidade orgânica. Muito disso não faria diferença para os animais. Trata-se de uma característica especial da alimentação para pets: não são os consumidores, ou seja, os animais, que decidem sobre a compra do produto. São os donos dos cachorros e gatos. Eles agem, portanto, como representantes. E, por isso, são extremamente importantes para os pesquisadores de mercado da Pet Food. “Já sabemos muito sobre as preferências dos animais”, afirma Virginie Malfait­Lajeat, International Project Manager na Pet Food. “Agora, também queremos saber mais sobre os donos, o que valorizam e o que, afinal de contas, os move a comprar um produto.”

PESQUISA DE MERCADO INOVADORA Virginie Malfait-Lajeat trabalha como especialista em pesquisa de mercado há quase três anos na unidade de Elven, na Bretanha. Lá, para entender melhor o comportamento dos animais de estimação, a BU Pet Food opera há 20 anos, sob o nome Panelis, um dos centros de análise sensorial de ração para pets mais inovadores e dedicados ao bem-estar animal. Em um terreno de 36 hectares vivem 180 cães e 500 gatos – que são gourmets formados. Todos os animais passaram por um curso de um ano no qual foram treinados por instrutores, veterinários e especialistas em nutrição para reconhecer diferenças mínimas nos sabores ou cheiros. O ambiente é perfeitamente adaptado às suas necessidades, para que se sintam bem nele.

A mais moderna tecnologia e procedimentos de teste são usados para identificar as preferências dos animais. Os especialistas do Panelis podem definir hoje com muita precisão o que realmente agrada aos animais. Mas isso não é necessariamente o que também tem cheiro bom para os donos. Em relação a frango assado, os cães e seus donos geralmente ainda conseguiriam concordar, segundo Emira Mehinagic, Global R&D Manager, Product Performance, Pet Food. Contudo, nem os donos de pets mais escaldados aguentam rúmen ou miúdos de odor forte.


Saiba mais sobre todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU no SymPortal: https://t1p.de/SYM-SDG

Agora, também queremos saber mais sobre os donos dos animais.
Virginie Malfait-Lajeat, International Project Manager, Pet Food

Acima, à esq.: novos produtos. Abaixo, à esq.: o comportamento dos animais é registrado e avaliado. À dir.: Amande Fortier observa os cães participantes dos testes brincarem.

DONOS DE PETS PARTICIPAM DOS TESTES Mehinagic é especialista em análises sensoriais: “Minha tarefa aqui é fazer os animais falarem.” Antes de ir trabalhar na Pet Food, ela desenvolveu processos para identificação de sabores sentidos por pessoas, em um projeto de pesquisa acadêmico. “É espantoso como as abordagens metodológicas dos testes para alimentação de bebês e de animais são semelhantes”, afirma. Um dos seus primeiros projetos no Panelis foi elaborar um método com o qual os donos dos animais também pudessem ser incluídos nos testes de sabor. Daí surgiu “Milou, Duchesse & Moi”. Um procedimento no qual os testes não são realizados no centro de análise sensorial, mas, sim, sob condições reais. Os testes acontecem com pets de verdade e nos lares onde eles vivem. Para isso, o Panelis envia porções de testes para os donos dos animais que estão cadastrados. Nesse meio tempo, a comunidade já possui quase 2.000 membros. Ao dar a ração, os donos têm de documentar a linguagem corporal dos seus animais antes, durante e após a refeição. A vantagem desse procedimento de teste não é apenas o ambiente real de teste, mas também poder perguntar a opinião dos donos. Eles devem relatar a sua percepção do produto e quão satisfeitos ficaram com ele.

A demanda por rações premium e especiais para pets aumentou nitidamente nos últimos anos.
Tristan d’Herouville, Global Marketing & Communication Director Pet Food

Top 3 Mudanças de comportamento causadas pelo envelhecimento


As avaliações comprovam: quanto mais o sabor agrada aos animais, mais satisfeitos os seus donos ficam, pois, afinal, encontraram uma ração adequada. “O que importa para os donos hoje é proporcionar alegria aos animais com a comida”, resume Mehinagic. Esse entendimento é incorporado ao desenvolvimento de novos produtos. Novas receitas e produtos devem continuar melhorando o cheiro, o sabor e a textura da alimentação para pets. SINERGIAS APROVEITADAS “Por meio do trabalho do Panelis, hoje sabemos muito mais sobre pets e seus donos, uma clara vantagem competitiva nesse segmento de mercado. Com esse conhecimento, no futuro, queremos também explorar novos temas e chances fora do mercado de alimentação para pets”, explica d’Herouville. Um projeto atual da BU Pet Food e dos colegas da Scent & Care mostra como isso pode ser feito. Eles estão desenvolvendo juntos um shampoo para cães e contam também com a comunidade “Milou, Duchesse & Moi”. O objetivo é que os membros avaliem fragrâncias e testem o shampoo sob condições reais. “É um projeto empolgante, que mostra como as divisões da Symrise aproveitam sinergias”, diz d’Herouville. É bem possível que outros logo já sigam o exemplo.


Conheça o centro de análises sensoriais da Pet Food:


Aqui você acessa a plataforma Social Media para donos de www.yummypets.com

O que importa para os donos hoje é proporcionar alegria aos animais com a comida.
Emira Mehinagic, Global R&D Manager, Product Performance, Pet Food

© Symrise All rights reserved 2020