EMPRESA & ESTRATÉGIA

Menos plásticos na Symrise

Sucesso econômico e sustentabilidade: a Symrise é uma empresa que cresce com dinamismo. A demanda por produtos e serviços aumenta continuamente. Ao mesmo tempo, o uso de embalagens plásticas nas unidades e na produção deve ser reduzida de forma significativa.

Como isso pode funcionar: crescer global e permanentemente e, ao mesmo tempo, cumprir critérios tanto prescritos como assumidos por conta própria para a proteção do clima, dos recursos e das pessoas? Isso só funcionará se todos os colaboradores da empresa cooperarem. “Sem um engajamento maior e medidas inovadoras para a proteção climática e a redução do lixo, nós não alcançaremos nossos objetivos ambiciosos em relação à sustentabilidade”, diz Dr. Heinz-Jürgen Bertram, CEO da Symrise. “É verdade que já atingimos progressos notáveis, cumprindo, ao mesmo tempo, todas as normas referentes a embalagens plásticas e artigos plásticos descartáveis”, continua Bertram. “Mas temos de continuar fazendo tudo a nosso alcance para diminuir nossa pegada de CO2, evitar lixo e encontrar outras possibilidades de reciclagem.”

As medidas suplementares incluem aumentar de forma consequente a proporção de materiais de embalagens sustentáveis em toda a empresa. A mudança deverá estar concluída até 2025, quando serão usados somente materiais de embalagens ecológicos. Até 2025, mais de 95% dos plásticos recicláveis também deverão ser reaproveitados, se houver capacidades locais disponíveis. Quanto à eliminação do material descartável, a cadeia de suprimentos da Flavor já está realizando um trabalho pioneiro. “Até o fim do 1º trimestre de 2021 na Alemanha e meados do próximo ano em todas as nossas sociedades, substituiremos todos os plásticos descartáveis por materiais sustentáveis”, anuncia Erik-Christof Wenzlaff, Program Management Office, SC Flavor. E Bernhard Kott, Chief Sustainability Officer, complementa: “Vamos fazer tudo para que artigos plásticos descartáveis também não sejam mais usados para fins de publicidade.”

SYMRISE REDUZ A PEGADA DE CARBONO EM HOLZMINDEN.

No final de 2020, as embalagens de papelão dos produtos terão produzido uma pegada de CO2 de 900 toneladas no ano em Holzminden. Cada metade é da responsabilidade de dois fabricantes de embalagens.

No fim do primeiro trimestre de 2021, todas as embalagens descartáveis usadas em Holzminden deverão ser produzidas com neutralidade climática. Isso poupará, ao todo, 12.000 toneladas de CO2, divididas como segue:

Economia

Embalagens de papelão

Economia

Embalagens plásticas, por ex., galões

Economia

Embalagens de aço, por ex., barris

Economia

Latas de alumínio e garrafas

Além disso, a Symrise está disponibilizando 44.000 euros para apoiar dois projetos de reflorestamento no Brasil, promovidos pela empresa de serviços ambientais First Climate.

O plano é ambicioso, pois, atualmente, cerca de um terço dos materiais de embalagem ainda é de plástico. Por isso, uma sensibilização de todos os colaboradores em relação a esse tema é tão importante. Todas as unidades e empresas têm de trabalhar pela melhoria da situação das embalagens e aproveitar todas as opções de reciclagem, de acordo com Kott. É claro que isso não pode prejudicar a qualidade e a segurança dos produtos, nem o meio ambiente. O objetivo é substituir artigos plásticos descartáveis, como canudos, pratos, talheres, mexedores, recipientes para alimentos e copos de poliestireno, por alternativas ecológicas. Nas cantinas da planta de Holzminden, já há meio caminho andado: para prevenir infecções, agora só é possível retirar os pratos para viagem. Para isso, foram usados inicialmente recipientes de isopor. Mas, desde setembro, os clientes podem buscar sua comida em tigelas reutilizáveis. As tigelas herméticas são 100% livres de plastificantes e podem ser facilmente alugadas por um aplicativo. Assim, até meados de novembro, cerca de 2.500 embalagens descartáveis deixaram de ser usadas. Os colegas do controle de qualidade sensorial da Flavor em Holzminden também estão mudando de maneira consequente. Eles precisam de 1.800 copos para degustações por dia. Até agora, usavam recipientes plásticos, que estão sendo totalmente substituídos por copos de papelão de material reciclado (ver artigo Papelão em vez de plástico). Esses são apenas dois exemplos. Um time intersetorial e multifuncional garantirá que outros surjam e que os objetivos ambiciosos sejam alcançados. Esse time é composto de colaboradores da área de compras técnicas, engenheiros de embalagens e lideranças da área operacional, bem como colaboradores da pesquisa e desenvolvimento.

Eles definem a dimensão, o roteiro, os marcos e o cronograma do projeto. A equipe também desenvolverá projetos-piloto, que serão implementados primeiro regionalmente e depois em todas as outras unidades. Um outro ponto importante na implementação da agenda de sustentabilidade são parcerias e cooperações. “Participamos de projetos ambientais locais com nossos vizinhos da unidade e outras iniciativas sociais”, diz Bernhard Kott. O Sustainability Board da Symrise acompanhará esses projetos arrojados com toda a atenção e supervisionará seus resultados.

Bernhard Kott dirige o Sustainability Board desde 2020. Ele espera contar com a colaboração de todos os Symrisers na estratégia de zero plástico.


Saiba mais sobre todos os ­Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU no SymPortal: https://t1p.de/SYM-SDG


A diretriz sobre plásticos da Symrise está disponível aqui: https://t1p.de/SYM-Plastik

© Symrise All rights reserved 2020